Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de março de 2017

Pokémon para 3D&T - Batalhas

Existem algumas poucas diferenças entre uma batalha normal de 3D&T e uma de pokémon. A principal é que ao usar comando de aliado, o pokémon não subistitui sua Habilidade pela do treinador. Além do treinador não ter exatamente essa caracteristica, isso desiquilibraria o jogo. Entretanto, veja abaixo um subistituto opcional.

Reforço: durante a batalha, o treinador pode, com uma ação livre, dar um incentivo maior ao seu pokémon. Isso se traduz em um bonus para ele. O reforço, que dura apenas um turno, consome 2PH e confere um destes efeitos :
  • Soma seu valor de Agressividade à Força ou Poder de fogo do Pokémon. 
  • Soma seu valor de Técnica a Habilidade do Pokémon. 
  • Soma seu valor de Resistência a Resistência ou Armadura do Pokémon. 
  • Desconta metade do seu valor em Charme a Resistência ou Armadura do Pokémon adversário. 



Regras do combate 


Antes do combate, os treinadores decidem quantos pokémons usarão, se permitem trocas, e se quiserem fazem suas apostas.  O jogador só ganha pontos de experiencia se obedecer as regras e pela batalha completa, não por cada pokémon usado. Mas cada pokemon não nocauteado no combate que você vença é considerado vencedor, para proposito de progressão de ficha.

Decidido tudo, os pokémons são liberados. Entrar/sair de uma pokébola consome um movimento do pokémon, e mais um movimento para rolar sua iniciativa. A partir daqui, o combate segue como qualquer outro de 3D&T. Dependendo do combinado, um treinador pode trocar seu pokémon na sua vez. O novo pokémon deve rolar sua própria iniciativa.

Como regra, os pokémons sempre tiram 1,2 ou 3 em seus testes de morte. Ou apenas em batalhas contra pokémons treinados (que sabem se segurar sua força).

Treinadores podem lutar entre si e pokémons. Para isso, eles usam FA= AGR ou CHAR + TEC e FD = TEC+ RES. PdF pode ser conseguido com vantagens, ou equipamento (de mega city e manual do defensor. Adapte os valores para pontuação de treinadores). 

Note que geralmente um treinador enfrentando um pokémon NÂO o esta machucando, e sim o domando. Pense em um peão segurando um touro pelos chifres (tá,  um bom peão, nao um imbecil). O pokémon perde pontos de magia, e se estes chegar a 0 ele esta manso. Caso o treinador realmente queira machucar o pokemon, este sofre apenas metade do dano, exceto se estiver usando um equipamento.
Eu poderia pegar uma imagem melhor, mas esse infeliz não merece.
Veja outros links da adaptação aqui.





Encantados- Cuca-fera

Cuca-fera “Primeiro eu como uma perninha. Depois a outra. Aí é um braço de cada vez. Então finalmente como a cabeça e por fim o resto...